pub-5468756460556452 R37 scout: Wellington Silva, reforço do Fluminense

31/01/2020 - por R37 Intersect

O Fluminense está muito próximo de confirmar o retorno de um velho conhecido da torcida: desde 2018 longe do clube das Laranjeiras, Wellington Silva já encerrou seu vínculo com o Internacional e vai estender seu contrato com o tricolor carioca até o final de 2021. 

 

Dois anos depois, como foi o rendimento do atacante revelado em Xerém em 2019? O que podemos esperar do atleta de 27 anos em 2020? Confira tudo isso em mais um scout do R37.

Arte Wellington Silva numeros.png

Por mais que tenha sido peça importante durante uma boa parte da temporada de 2019, Wellington Silva nunca foi um titular constante na equipe comandada por Odair Hellmann no Internacional. Sofrendo muito com lesões em 2018, o atacante conseguiu se fazer mais presente nos últimos 12 meses.

 

Com uma lesão crônica no púbis desde o meio de 2017, quando estava em grande fase no Fluminense, a torcida tricolor criou grande desconfiança em relação a capacidade de Wellington em ter uma grande sequência de jogos. No entanto, no Brasileirão 2019 o atleta esteve a disposição em 31 das 38 partidas. Por mais que só tenha atuado em 21 partidas, clinicamente o jogador esteve apto. 

 

Parte física à parte, o jogador conseguiu participar diretamente de 4 gols do colorado em 2019. Confira no vídeo abaixo todas as vezes em que o atacante balançou as redes ou deu uma assistência nos últimos 12 meses.

Apesar da reconhecida qualidade técnica, o jogador não conseguiu ter, em 2019, o mesmo poder de decisão que teve em 2017, no seu melhor momento com a camisa do Fluminense. Por mais que nunca tenha sido um exímio finalizador, o atacante conseguiu participar diretamente de 16 gols em seu último ano no tricolor carioca. 

 

Além dos gols, um atacante de lado de campo também precisa ser relevante no aspecto criativo. Com apenas 16 passes para finalização em 2019, quantas chances reais de gol Wellington Silva conseguiu proporcionar a seus companheiros? Confira no compilado abaixo.

Arte Wellington Silva chances criadas.pn

Deixando seus companheiros em boas condições de marcar ou dar uma assistência apenas 7 vezes durante a última temporada, o atleta não conseguiu ser um bom garçom nos esquemas de jogo de Odair Hellmann e Zé Ricardo em 2019. 

 

Mesmo com estes índices ruins, a grande marca registrada de Wellington Silva sempre foi a velocidade e a facilidade com que conseguia superar seus marcadores em lances individuais. Após a lesão e o período inativo, será que o atacante ainda possui este predicado? Para ajudar a responder esta questão analisamos as últimas 50 vezes em que o novo reforço tricolor tentou driblar um oponente.

Arte Wellington Silva 1x1 atk.png

Superando seus marcadores em 60% dos lances analisados, o mano a mano ofensivo continua sendo a principal arma forte do atacante revelado em Xerém. Por mais que sua tomada de decisão tenha sido ruim com a camisa do Internacional, velocidade e condição técnica para passar pelos zagueiros adversários o atleta ainda tem.

 

Mesmo vindo de duas temporadas muito longe do nível apresentado em 2017, Wellington Silva ainda tem lenha para queimar com a camisa do tricolor. Se sofrer uma drástica redução salarial em relação a 2017, o atleta pode ser uma peça interessante de elenco para Odair Hellmann. Se o treinador do Fluminense souber administrar, o ex-camisa 11 do clube das Laranjeiras pode proporcionar um ataque de muita velocidade e habilidade ao lado de Fernando Pacheco, Michel Araújo, Caio Paulista e Marcos Paulo.

+

Quer mais estatísticas de Wellington Silva ou de algum outro jogador? Acesse os planos do R37 e peça a análise que quiser.

R37 Scout:

Wellington Silva, reforço do Fluminense