pub-5468756460556452 R37 Scout: o que esperar de Moisés no Internacional

15/01/2020 - por R37 Intersect

Em uma troca envolvendo o ex-lateral colorado Zeca, o Internacional viabilizou a chegada de Moisés, atleta de 24 anos que estava no Bahia. Quem saiu ganhando com essa troca? Como foi o desempenho do novo reforço do Internacional em 2019? Confira a resposta para estas perguntas em mais um scout do R37.

Arte_Moisés_numeros.png
Arte_Moisés_mapa.png

Apesar de ser um dos titulares absolutos do Bahia durante todo o ano passado, o novo reforço do Internacional sofreu com duras críticas da torcida tricolor ao longo de 2019. Após disputar a Série B de 2016 pelo Esquadrão e aparecer com destaque para o cenário nacional, o jovem retornou ao clube que o projetou e se tornou um dos homens de confiança de Roger Machado.

 

Boa parte das críticas da torcida tricolor se deu pela baixa eficiência nos levantamentos para a área. Vendo o mapa de cruzamentos do atleta no último Brasileirão, chegamos a conclusão que, mesmo sem um rendimento de excelência, o jovem fica dentro da média nacional. De negativo, podemos observar a pouca frequência com que o novo reforço colorado vai ao fundo do campo. Com muita força física e velocidade, Moisés tinha tudo para explorar mais a linha de fundo.

 

Vendo seus números ao longo de 2019, vemos que o jogador foi importante para o tricolor ofensivamente. Com 8 participações diretas para gol na temporada passada, Moisés era uma válvula de escape importante no esquema de Roger Machado. Veja no vídeo abaixo todos os momentos em que o lateral balançou as redes ou deu uma assistência.

Além das assistências, vendo as estatísticas temos a impressão de que o lateral teve papel fundamental no jogo criativo do Bahia em 2019. Com 38 passes para finalização, número elevado para um defensor, será que Moisés conseguiu proporcionar muitas chances claras de gol? Para ajudar a responder essa questão, analisamos todas as boas chances de gol que o atleta criou nos últimos 12 meses.

Com 20 boas chances de gol criadas ao longo da última temporada, fica claro o potencial ofensivo do jogador. Mesmo com a acentuada queda de rendimento do Bahia no final do Brasileirão, Moisés conseguiu fechar 2019 com bons índices ofensivos.

 

Ainda analisando seu jogo com bola, será que o lateral conseguiu usar toda sua velocidade e vigor físico para ser implacável para cima dos marcadores? Para não nos limitarmos somente a percentuais, juntamos as últimas 20 vezes em que o atleta tentou superar um adversário com uma jogada individual. Confira o resultado:

Superando seus marcadores em 60% dos lances acima, Moisés mostrou que pode ser uma arma ofensiva perigosa pelo lado esquerdo. Por mais que ainda possa melhorar na tomada de decisão, o jogador tem um dos principais predicados que esperamos de um lateral ofensivo.

 

Defensivamente, seus números são razoáveis. Enquanto seu percentual de duelos defensivos ganhos é bem alto, sua média de retomadas de bola fica dentro da média. Por mais que não seja um índice de nível europeu, Moisés não chegou a ser um ponto fraco da equipe tricolor.

 

Por mais que Zeca, atleta envolvido na troca que trouxe Moisés ao colorado, tenha um passado mais gabaritado e com mais holofotes, é inegável que a temporada de 2019 de Moisés foi bem superior. Tendo em vista que o novo jogador do Internacional sofria uma certa implicância da torcida do Bahia, podemos dizer que essa mudança de ares tem tudo para fazer bem aos dois jogadores.

+

Quer mais estatísticas de Moisés ou de algum outro jogador? Acesse os planos do R37 e peça a análise que quiser.

R37 Scout:

Moisés, novo lateral do Internacional