pub-5468756460556452 R37 scout: Mádson, novo lateral do Santos

16/12/2019 - por R37 Intersect

Após conferir a análise de Victor Ferraz, chegou a hora de ver o rendimento completo de Mádson, novo lateral do Santos, na última temporada. O alvinegro saiu ganhando nessa troca? Como rendeu seu novo reforço em 2019? Veja a resposta para essas perguntas em mais um Scout do R37.

Arte Madson numeros.png

Apesar de ser um lateral muito contestado nos últimos anos, Mádson teve números interessantes em 2019. Além das 7 participações diretas para gol, o ex-jogador do Furacão obteve um aproveitamento muito acima da média nos cruzamentos. Com quase 50% de acerto nas bolas alçadas para área, o novo atleta do Santos foi um dos destaques no Brasil neste fundamento. Para efeitos de comparação, Victor Ferraz acertou 29% dos levantamentos no último Brasileirão.

 

Antes de falarmos mais especificamente do poder de criação do jogador, é importante ressaltar sua chegada dentro da área. Com 5 gols marcados ao longo do ano, o lateral se tornou uma peça importante para o Athletico, especialmente na bola aérea. Veja no vídeo abaixo algumas das vezes em que o reforço do Santos balançou as redes ou deu uma assistência em 2019.

Além dos gols que vimos anteriormente, Mádson também balançou as redes na partida contra o CSA em uma jogada aérea. Sendo o lateral com mais gols na última edição do Brasileirão, o novo reforço do Santos tem tudo para ser uma peça ofensiva importante da equipe para 2020.

 

Além do poder de chegada na área e conclusão, o jogador também conseguiu proporcionar momentos de perigo aos adversários com seus cruzamentos. Além dos 18 passes para finalização, separamos em vídeo todas as vezes em que o jogador proporcionou, efetivamente, uma situação de perigo de gol. Confira:

Como ficou claro no vídeo acima, a maioria das chances de gol criadas pelo jogador aconteceram em jogadas pelo lado do campo. Diferentemente de Ferraz, Mádson não tem tanta capacidade de aparecer mais centralizado, quebrando as linhas com passes com grande grau de dificuldade. Entretanto, o excelente poder de cruzamento do atleta compensa essa carência.

 

Além do jogo ofensivo, é importante observarmos o real poder de marcação de um lateral. Apesar dos números dentro da média nacional, será que o atleta realmente não comprometeu na defesa ao longo do ano? Para ajudar a responder essa questão, analisamos todas as últimas 20 vezes em que um atacante adversário tentou superar Mádson em uma jogada individual. Veja o resultado:

Ao contrário de Victor Ferraz, que teve 75% de aproveitamento nessa análise, o novo lateral do Santos apresentou sérias dificuldades na marcação homem a homem. Com apenas 40% de rendimento, não foi raro observarmos Mádson sendo batido facilmente pelos atacantes adversários. Acostumado a marcar a distância, o atleta de 27 anos costuma oferecer muitos espaços para seus oponentes.

 

Olhando só para a condição técnica, é possível dizer que o Santos saiu perdendo com essa troca. Apesar da diferença de idade entre os dois (4 anos a favor de Mádson), Victor Ferraz já mostrou, ao longo da carreira mais predicados que o novo reforço do Santos. Entretanto, o ex-capitão do alvinegro vinha tendo problemas internos e tinha um curto tempo de contrato.

 

Apesar de toda a desconfiança da torcida, Mádson apresentou alguns predicados interessantes ao longo de 2019. Mesmo sendo um atleta de nível técnico inferior ao seu antecessor, ainda é possível esperar bons momentos do novo lateral, principalmente no jogo ofensivo, com muita velocidade, precisão nos cruzamentos e infiltração na área.

+

Quer mais estatísticas de Mádson ou algum outro jogador? Acesse os planos do R37 e peça a análise que quiser.

R37 Scout

R37 Scout:

Mádson, novo lateral do Santos

Arte_Mádson_mapa_de_cruzamentos.png
Quem Somos
StoryTelling

Fale Conosco

Preços e Planos

Arbitral

Site desenvolvido por R37 Voicers