pub-5468756460556452 R37 Scout: Egídio, novo lateral do Fluminense

08/01/2020 - por R37 Intersect

Após as chegadas de Henrique e Yago Felipe, o Fluminense está próximo de anunciar mais um reforço para a temporada 2020: com 33 anos, o lateral-esquerdo Egídio chega ao tricolor para preencher a lacuna deixada por Caio Henrique no elenco do time de guerreiros. Como foi o desempenho do atleta em 2019? De que maneira o ex-cruzeirense pode ajudar o clube das Laranjeiras? Confira na análise do R37.

Arte Egidio numeros.png
Arte_Egídio_mapa_de_cruzamentos.png

Bem presente na equipe titular do Cruzeiro ao longo de 2019, Egídio foi um dos atletas que mais conviveu com as críticas da torcida. Sem números na parte ofensiva de saltar os olhos, o novo lateral do Fluminense caiu muito de rendimento no último Brasileirão.

 

Vendo o mapa de cruzamentos do atleta no último campeonato brasileiro, percebemos um dos motivos que causou a irritação da torcida celeste com seu ex-atleta: com apenas 15% de acerto nas bolas alçadas e muitos levantamentos da zona intermediária do campo, Egídio foi um dos que mais sofreu com a pobreza ofensiva do elenco do Cruzeiro.

 

Com apenas 3 assistências ao longo de todo o ano, o novo reforço do Fluminense só conseguiu ter uma participação direta para gol no último Brasileirão. Com a maior parte de seus bons momentos acontecendo durante o 1° semestre, Egídio não balança as redes ou dá uma assistência desde o dia 5 de maio, quando serviu Rodriguinho na vitória da Raposa contra o Goiás. Veja no compilado abaixo todos os gols e assistências do lateral em 2019:

Olhando os números do jogador em 2019, conseguimos ver que passes para finalização não faltaram. Com uma média próxima a uma chance criada por partida, será que a falta de assistências foi culpa exclusiva do lateral? Para tirarmos essa dúvida, analisamos todas as vezes em que o novo reforço tricolor deixou um companheiro em boa condição de marcar ou dar um passe para gol.

Mesmo observando alguns momentos de lucidez, com bons passes e cruzamentos, fica claro no vídeo anterior que o campeonato estadual foi fundamental para o grande número de chances criadas. Das 23 boas ocasiões de gol que vimos acima, 11 aconteceram no torneio local.

 

Além do jogo ofensivo, uma das preocupações da torcida do Fluminense com seu novo reforço é a parte defensiva. Olhando as estatísticas, vemos que o número de recuperações de bola do lateral é bem acima da média para a posição. Como sabemos que somente esse índice é pouco para avaliar o real poder de marcação de um jogador, separamos em vídeo as últimas vezes em que um atacante tentou superar Egídio com uma jogada individual. Veja o resultado:

Se nas retomadas de bola e duelos defensivos o rendimento é aceitável, o vídeo acima nos mostra que a preocupação da torcida tricolor se justifica: sendo superado em 15 dos 20 lances analisados, o lado-esquerdo do Cruzeiro foi um dos pontos fracos da Raposa nessa reta final de Brasileirão. Por mais que a experiência e a noção de posicionamento o ajudem a recuperar muitas vezes a bola, a falta do vigor físico de outros tempos faz com que seu combate mano a mano deixa a desejar. 

 

Vindo em definitivo para o Fluminense, a contratação de Egídio passa longe de empolgar. Chegando para substituir um dos melhores nomes na posição do país, a idade avançada somado ao péssimo rendimento no final de 2019 fazem com que a pressão em cima do novo jogador tricolor seja enorme. 

 

Ainda assim, a tendência é que, nesse início de ano, o novo lateral tricolor seja o titular da posição. Tudo isso porque Mascarenhas não vive uma boa fase fisicamente e Orinho, reserva imediato de Caio Henrique em 2019, não mostrou predicados que justifiquem a titularidade.

+

Quer mais estatísticas de Egídio ou de algum outro jogador? Acesse os planos do R37 e peça a análise que quiser.

R37 Scout:

Egídio, novo lateral do Fluminense

Fale Conosco

StoryTelling
Quem Somos

Preços e Planos

Arbitral

vila musical.png
Site desenvolvido por R37 Voicers